domingo, 26 de abril de 2009

NUMISMÁTICA - ZIMBÁBUE - HIPERINFLAÇÃO




Cédula de 100.000.000.000.000 dólares (100 trilhões de dólares - escala curta) do Zimbábue (P.91), a ilustração do anverso é de uma formação geológica denominada “Balancing Rocks” (algo como rochas em equilíbrio) localizadas ao sul de Harare, capital do Zimbábue . Clique para ampliar.

100.000.000.000.000 dólares de 2008 - P. 91. (emitida em 2008, valia cerca de 30 dólares americanos na época).
Anverso: “Balancing Rocks”.
Reverso: Cataratas (Victoria Falls?) e Búfalo.
Emissão do Banco de Reserva do 
Zimbábue.
Impressão: possivelmente por Giesecke & Devrient (G&D) empresa alemã sediada em Munique que vinha realizando as impressões para o Zimbábue.
À partir de 12 de abril de 2009 foi suspensa a circulação do dólar de Zimbábue pelo prazo de ao menos um ano, até que a economia se estabilizasse e os investimentos externos retornassem ao país.
O Zimbábue (o nome significa "Casa de pedra") situa-se na África Austral; antes da independência (colônia inglesa) denominava-se Rodésia, nome dado em homenagem a Cecil Rhodes, autor da celebre frase colonialista – “Se eu pudesse anexaria até os planetas”.

Matérias relacionadas:

 - Numismática – Hiperinflação

Autor: Marcio R. Sandoval (sterlingnumismatic@hotmail.com)