domingo, 6 de março de 2011

STANDARD CATALOG OF WORLD PAPER MONEY – CATÁLOGO PICK




Fig. 1.1 – Capa do Standard Catalog of World Paper Money – 1ª edição de 1974, de autoria de Albert Pick, ao lado temos a capa do Catálogo similar (Fig.1.2), com a nova denominação Standard Catalog of World Paper Money – General Issues – 1368-1960, já na sua 13ª edição (2010), editado por George S. Cuhaj. (clique para ampliar)
Standard Catalog of World Paper Money
Catálogo Padronizado do Papel-Moeda Mundial ou simplesmente Catálogo do Papel-Moeda Mundial.
Este catálogo é conhecido nos meios numismáticos como "Catálogo Pick" ou "Pick Catalog". Sua publicação é exclusivamente em inglês.
O mais conhecido dos catálogos de papel-moeda mundial foi editado pela primeira vez em 1974 (Fig.1.1) por Albert Pick, por esta razão, ao se fazer a classificação das cédulas adotou-se a prática de indicar a numeração precedida da letra P. (abreviação de Pick), mesmo depois que o catálogo passou a ser editado por outros editores (Fig.1.2).
Albert Pick é um conhecido numismata alemão nascido em Colônia (Köln) em 1922. Ele iniciou sua coleção em 1930. Realizou estudos de filosofia, literatura e história. Foi diretor de uma editora antes de se dedicar ao estudo do papel-moeda e se tornar um especialista reconhecido.
Sua coleção de cédulas bancárias atingiu a cifra de 180.000 exemplares, muito vasta para um colecionador privado, motivo pelo qual foi recebida pelo Bavarian Mortgages and Exchange Bank (Bayerische Hypotheken - und Wechselbank, hoje HypoVereinsbank). Albert Pick permaneceu como curador da coleção entre os anos de 1964 a 1985. Encontra-se aposentado.
Publicou outros livros sobre numismática, aos quais podemos citar: The History of Paper Money (1962), Paper Money - Catalogue of the Américas (1974) e Papierged Lexikon (1974).
O Standard Catalog World Paper Money vem sendo publicado por Krause Publications desde os anos 80 e conta hoje com três volumes. A partir dos anos 90 passou a contar com novos editores, Neil Shafer, Colin R. Bruce II e o editor atual George S. Cuhaj.
Edições:
- Standard Catalog World Paper Money, Specialized Issues – Volume 1: 1ª edição (1982?); 11ª edição (2009).
- Standard Catalog World Paper Money, General Issues, 1368-1960 – Volume 2: 1ª edição (1974); 13ª edição (2010).
- Standard Catalog World Paper Money, Modern Issues, 1961-Present – Volume 3: 1ª edição (1995); 17ª edição (2011).
Obs.: No Volume 3, em relação ao período que o catálogo abrange, temos três modalidades: com a indicação da data final (Ex: 1961-1995), este para o período de 1995 a 2002; com a indicação date (Ex: 1961-date), para os anos de 2003 a 2005 e com a indicação Present (Ex: 1961-Present), a partir de 2006 até a última edição de 2011.
O Volume 1 (emissões especializadas) desconhecemos a data da primeira edição, assim, 1982 é uma data aproximada.
O Sistema de catalogação do Catálogo Pick:
Informações gerais: Os catálogos são organizados por lista de países em ordem alfabética (em inglês). Em alguns casos é necessário pesquisar na lista dos países (no início dos volumes). Tomamos como exemplo o caso do Benin: é uma ex-colônia francesa, que veio a ser tornar independente em 1960 e passou a se chamar República do Daomé (Dahomey); em 1975 passou a se chamar República do Benin. No Volume 2 (das emissões Gerais) deve-se procurar pelo Daomé (emissões da época da Administração Francesa) e no Volume 3 (1961-Present) deve-se procurar pelo Benin, mas ele não se encontra na ordem alfabética de países, eis que não conta com emissões próprias e sim com as emissões da União Monetária dos países da África do Oeste (West African States).
A catalogação: Número de catálogo (Catalog number): em geral a numeração é seqüencial, por ordem de valores e por época de emissão. A inicial P. indica-se quando se faz a citação do Catálogo Pick, assim, no catálogo propriamente dito ela não aparece. Em alguns casos, existem sessões especiais designadas por letras maiúsculas (A e B), como por exemplo, P.120A. As variantes se designam por letras minúsculas, como por exemplo, P.120a e ainda existem outras designações mais específicas, estas menos freqüentes.
Para citação são utilizados os seguintes prefixos:
P. – Utilizado para as emissões regulares (Vol.2 e 3).
P.S – Utilizado para as emissões especializadas (Vol.1)
P.M – Utilizado para as emissões militares
P.R – Utilizado para as emissões regionais
C.S – Utilizado para as emissões comemorativas ou para as cédulas modelo (specimen)
Na imagem da primeira edição do World Paper Money de 1974 podemos notar a existência de uma cédula brasileira, a primeira de baixo para cima, acreditamos tratar-se da cédula de 100 mil-réis de 1926 (R187; P.106) ou a de 1 conto de réis (R190; P.109) do mesmo ano, ambas da Caixa de Estabilização.
Em relação às cédulas brasileiras é sempre interessante indicar em primeiro lugar o número da cédula no catálogo brasileiro, eis que ele é mais específico. Em uma coleção de cédulas estrangeiras o mesmo se impõe, é interessante conhecer os catálogos locais pelo mesmo motivo.
Gostou desta matéria?
Nos envie seu comentário ou mesmo sugestões e correções se forem necessárias.

Autor: Marcio R. Sandoval (sterlingnumismatic@hotmail.com)