quinta-feira, 8 de setembro de 2011

ZANZIBAR


Fig. 1 – Bilhete de 10 rúpias (P.3) emitido pelo Governo de Zanzibar sob administração britânica em agosto de 1916. (fonte:numismondo) (Clique para ampliar)

Zanzibar é uma ilha do Oceano Indico na costa da Tanzânia da qual é parte integrante[1]. Tem uma superfície de 1.658 km² e cerca de um milhão de habitantes (Zanzibar e Pemba).
O nome vem do árabe “Zanj-Bar” que significa Costa dos “Zanj” ou negros.
Em 1503 os portugueses se instalam na região, no século XVII eles foram substituídos pelo sultão de Oman que trouxe "prosperidade" à ilha com a instalação de um mercado de escravos que foi suprimido apenas em 1873. O Sultanato de Zanzibar foi disputado simultaneamente pelos ingleses e alemães em 1885 e depois dividido entre as duas potências (1888/1889). Em 1890 torna-se protetorado britânico.

Em 1960 os ingleses concedem autonomia a Zanzibar que se torna independente em 1963, depois se incorpora com Tanganica para formar a República Unida de Tanganica e Zanzibar, isto em 26 de abril de 1964. Esta República se torna a atual Tanzânia em 29 de outubro de 1964.
Durante os anos de 1908 e 1928, sob protetorado britânico, o Governo de Zanzibar emitiu 14 bilhetes nos valores de 1, 5, 10, 20, 50, 100 e 500 rúpias, vejamos:

1º de janeiro de 1908 – 5 (P.2), 10 (P.3) e 20 (P.4) rúpias
1º de agosto de 1916 – 5 (P.2), 10 (P.3), 20 (P.4), 50 (P.5) e 100 (P.6) rúpias
1º de setembro de 1916 – 10 (P.3) rúpias
1º de setembro de 1920 – 1 (P.1) e 500 (P.7) rúpias
1º de fevereiro de 1928 – 5 (P.2), 10 (P.3) e 20 (P.4) rúpias

Todos os bilhetes são do mesmo tipo e foram impressos por W&S (Warterlow & Sons Ltd.) ou TDLR (Thomas de La Rue), ambas inglesas.[2]
O texto é preponderantemente em inglês, sendo que o nome do emissor (The Zanzibar Governement) aparece também em árabe e o valor além do inglês e do árabe, aparece também em língua amárica (língua da Etiópia). As vinhetas representam à esquerda, um felouque (barco tradicional) e à direita a colheita de cravo por um grupo local. Os bilhetes são todos unifaciais.
A partir de 1936 as cédulas da “East African Currency Board”[3] substituíram os bilhetes de Zanzibar. Os valores de 1,5 e 10 rúpias são raros. Os bilhetes de 50, 100 e 500 são raríssimos ao ponto de não encontrarmos sequer as imagens para ilustrar esta matéria. Na prática são todos muitos raros e dificilmente aparecem no mercado.
A partir de 1966 passaram a circular na ilha as cédulas da Tanzânia.

Autor: Marcio R. Sandoval (sterlingnumismatic@hotmail.com)

Assuntos Relacionados:



[1] Zanzibar tem o status de território semiautônomo.
[2] Em relação aos bilhetes de 50 e 500 rúpias não encontramos referências quanto à empresa impressora.
[3] De acordo com o World Paper Money, General Issues, 12 th edition, 2008, p.1223.


Fig. 2 – Mapa de Zanzibar – 1906 (clique para ampliar)